José Pedro Machado

Na Galipedia, a Wikipedia en galego.

José Pedro Machado, nado en Faro o 8 de novembro de 1914 e finado en Lisboa o 26 de xullo de 2005, foi un filólogo, historiador, bibliógrafo e arabista portugués.

Traxectoria[editar | editar a fonte]

Formouse en Filoloxía Románica na Universidade de Lisboa en 1939 e en Pedagoxía na Universidade de Coimbra no ano 1948.

O seu primeiro traballo como filólogo foi "Curiosidades Filológicas", datado de 1940, seguido pola obra "O Português do Brasil" de 1942. Considerado un dos máis importantes dicionaristas da lingua portuguesa, José Pedro Machado publicou dous dos máis relevantes dicionarios do idioma, o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa e o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa.

Durante toda a súa vida académica mantivo diálogo co filólogo brasileiro Antenor Nascentes

Obra[1][editar | editar a fonte]

  • Alguns Vocábulos de Origem Arábica (1939).
  • Comentários a Alguns Arabismos do Dicionário de Nascentes (1940).
  • Curiosidades Filológicas (1940).
  • Sintra Muçulmana (1940).
  • Évora Muçulmana (1940).
  • Gonçalves Viana (1940).
  • O Português do Brasil (1942).
  • Elementos Hispânicos do Vocabulário Latino (1943).
  • As Origens do Português (1945).
  • Breve História da Linguística (1945).
  • Origem da Língua Portuguesa de Duarte Nunes de Leão (1945).
  • Bases da Nova Ortografia (1946).
  • Cancioneiro de Évora (1951).
  • Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa (1952).
  • Os Estudos Arábicos em Portugal (1954).
  • Gramática da Língua Portuguesa de João de Barros (1957).
  • Influência Arábica no Vocabulário Português (1958).
  • Dicionário do Estudante (1960).
  • Os Mais Antigos Arabismos da Língua Portuguesa (1961).
  • Notas de Toponímia Portuguesa (1962).
  • Notas Etimológicas (1963).
  • Nótulas de Sintaxe Portuguesa (1965).
  • Topónimos Estrangeiros em Fernão Lopes (1967).
  • A Viagem de Vasco da Gama, de parceria com Viriato Campos (1968).
  • Tradução directa do Árabe do Alcorão, edição crítica, profusamente anotada e comentada (1970).
  • Ensaio sobre Faro no Tempo dos Mouros (1971).
  • Dicionários – Alguns dos seus Problemas (1971).
  • Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (1981).
  • Notas Camonianas (1982).
  • Grande Dicionário da Língua Portuguesa (1984).
  • Vocabulário Português de Origem Árabe (1993).
  • Ensaios Arábico-Portugueses (1994).
  • Ensaios Literários e Linguísticos (1995).
  • Palavras a Propósito de Palavras – notas Lexicais (1995).
  • Estrangeirismos na Língua Portuguesa (1996).
  • Ensaios Histórico-Linguísticos (1996).
  • O Grande Livro dos Provérbios (1998).
  • Breve Dicionário Enciclopédico da Língua Portuguesa (1999).
  • Grande Vocabulário da Língua Portuguesa (2000).

Notas[editar | editar a fonte]

  1. É soamente parcial.